Secagem rápida para Pinus

 

::: SECADORES:::

<< Voltar


 

Secagem rápida para Pinus


Secadores Modelo CT

Utilizando uma tecnologia de construção apropriada (robusta e em alumínio), que permite uma função/controle efetivo/controlado do processo de secagem, foi desenvolvida uma tecnologia de secagem rápida para o Pinus, única no mundo. 

A Mahild, em conjunto com um instituto de pesquisa da Nova Zelândia, desenvolveu uma técnica que permite reduzir drasticamente os tempos de secagem do Pinus, tanto Radiata (Chile, Ásia) quanto Taeda ou Elliot (Argentina, Uruguay, EUA e Brasil).

Para se ter uma idéia, onde em um sistema convencional se obtém ciclos de aprox. 100 horas para secar 1 polegada e meia, a Mahild seca em 53 horas. E um detalhe: a qualidade obtida é melhor do que nos processos convencionais.

O segredo não está em aumentar a temperatura (que aliás é a mesma que no sistema convencional), mas sim, um conjunto de fatores que possibilitarão estes resultados. Entre outros:

  • Carregamento por vagonetes,

  • Regulagem proporcional e individual dos dumpers,

  • Regulagem proporcional da válvula de vapor,

  • Controle da velocidade do ar em diferentes estágios, através da utilização de variador de freqüência nos ventiladores,

  • Velocidade e volume de ar muito grandes e igual para ambos os lados, acima de 7 m/seg.

  • Isolamento térmico perfeito,

  • Estrutura adequada ao grande volume e alta pressão do ar na câmara,

  • Homogeneização no final do processo de secagem, dentro da câmara, permitindo retirar a madeira do secador, sem sofrer agressões ao entrar em contato com o ambiente externo.

É através deste know-how e tecnologia aplicada, que a Mahild garante um controle da temperatura no interior da câmara de meio em meio grau Celsius. A tolerância máxima de variação da umidade final da madeira, ao final do ciclo, é de - 1% (em qualquer ponto do secador). A madeira sai seca e pronta para ser beneficiada.

Até o momento, parece que se tem vantagens o suficientes... mas não acabou por aí. Com esta tecnologia, se ganha também em: 

  • tempos mais curtos de ciclo de secagem. Isto permite ter um número menor de câmaras (ou com volumes menores) para obter e mesma produção (menos capital parado no interior das câmaras);

  • Economia de aprox. 20% a.a. em energia elétrica, devido aos ciclos de menor tempo e ventiladores controlados por variador de freqüência;

  • Condicionamento final do processo através da vaporização direta de água no interior da câmara (vapor frio), que permite o beneficiamento da madeira imediatamente após sair do secador

  • Câmaras em alumínio puro e aço inoxidável modulares, que garantem uma operação livre de manutenção por 50 anos, e permitem mudar as mesmas, remontando em outro lugar,

  • Sistema completamente computadorizado de controle dos ciclos.

Devido à grande rotatividade que oferece esta tecnologia, é imprescindível o uso de vagonetes (com portas em ambos os lados), para agilizar a carga e descarga da madeira.
 

Sistema de Controle Computadorizado

O Sistema completamente automático é preparado para controlar até 16 secadores independentes. O sistema é composto por microprocessadores de alta capacidade e controla o processo de secagem sem a necessidade de constantes ajustes manuais. 

Isto permite uma operação continua do secador, resultando em alta produtividade e melhor controle na qualidade da secagem. O processo de secagem e conduzido através das fases de aquecimento, secagem, condicionamento e resfriamento.

A alteração das condições de secagem, durante o processo, pode ser feito automaticamente em função do teor de umidade da madeira ou do tempo de secagem. 

Por intermédio de 8 sensores o computador determina instantaneamente o teor de umidade da madeira e a umidade de equilíbrio para as condições internas do secador (= umidade na superfície da madeira). A relação entre esses dois valores é o "potencial de secagem" 

Programas para diferentes tipos de madeiras, baseados no potencial de secagem, estão disponíveis na memória do secador. 

Este conceito permite que a própria madeira determine as condições de secagem. O sistema pode funcionar com o valor da amostra mais úmida ou com a média de todas as amostras. O operador pode modificar os programas ou alterar os valores da regulagem durante o processo. 

 

Informações Gerenciais


Através de instalações já existentes no Brasil, notou-se que o programa da Mahild para o controle do processo de secagem é um grande aliado à gerência da indústria, uma vez que informa e registra todos os passos dos ciclos, assim como permite uma fácil visualização do andamento da secagem da carga. 

O programa armazena o histórico de secagem das câmaras até 1 ano (365 dias), permitindo assim verificar o que ocorreu em determinada carga. 

Sendo muito didático e de fácil operação, existe a possibilidade de visualizar os controles e dados em diferentes formas de exibição. Gráficos e relatórios podem ser acompanhados diretamente pela diretoria, inclusive manipulação dos dados, podendo assim alterar tempos, temperaturas, e demais funções diretamente da sala da gerência. 

Além de propiciar um controle completo dos secadores, o programa também pode controlar a caldeira, permitindo um controle geral e integrado, minimizando os problemas neste setor. Isto traz a possibilidade de todo o processo não mais estar somente nas mãos dos operadores e caldeiristas. Mas sim, acompanhado pelos interessados diretos. 

/

Placage-Assessoria em Comércio Exterior Ltda. Todos os direitos reservados.

cremona buerkle EWD Holtec joss
ledinek mahild Paul schroederpeq Schwab